Secretaria de Agricultura e Abastecimento

Coordenadoria de Defesa Agropecuária
Facebook Twitter Youtube Flickr
09/11/2005

São Paulo auxilia Maranhão no combate à raiva

A Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo envia, nesta quarta feira (09/11), 18 técnicos da Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA), especializados na captura de morcegos hematófagos, ao Estado do Maranhão. A equipe, convidada pelo Ministério da Saúde e pelo Governo daquele Estado, irá atuar junto aos profissionais da Agência de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED) no controle ao maior surto de raiva em humanos já registrado no Brasil.

Segundo o médico veterinário Vladimir de Souza Nogueira Filho, responsável pelo Programa Estadual de Controle da Raiva dos Herbívoros, em São Paulo, graças às campanhas de vacinação, ao trabalho de captura dos morcegos e a orientação oferecida aos criadores paulistas, houve uma significativa redução dos casos de raiva dos herbívoros com diagnóstico positivo nos últimos cinco anos. “Em 2000 foram diagnosticados 773 casos e este ano, apenas 52. Em humanos, o último caso de raiva registrado ocorreu em 2001”, explica o veterinário.

No Maranhão, a equipe paulista irá atuar na captura dos morcegos, na localização de colônias e na orientação aos criadores. Segundo Vladimir de Souza, a ação, realizada em conjunto com as equipes da Secretárias de Estado de Saúde e Agricultura busca evitar que a doença se alastre.

O surto de raiva humana no Estado do Maranhão matou 24 pessoas nos últimos dois meses, em quatro municípios da região do Gurupi, no noroeste do Maranhão: Carutapera, Turiaçu, Candido Mendes, Godofredo Viana e Luiz Domingues. Desde abril de 2004 os surtos de raiva transmitida por morcegos hematófagos já fizeram 61 vítimas no Brasil. Neste ano, foram 40, 24 só no Maranhão.