Secretaria de Agricultura e Abastecimento

Coordenadoria de Defesa Agropecuária
Facebook Twitter Youtube Flickr
31/01/2008

Aftosa: monitoramento soroepidemiológico começa em fevereiro.

A Secretaria da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, por meio de sua Coordenadoria de Defesa Agropecuária, realiza a partir do mês de fevereiro as ações previstas no Monitoramento Soroepidemoiológico para detecção de atividade viral de febre aftosa no Estado.

Dentre as ações executadas no Programa Estadual de Erradicação da Febre Aftosa, o monitoramento é uma atividade realizada com periodicidade anual, sob coordenação pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) que estabelece o tamanho da amostragem e o processamento das amostras junto ao laboratório oficial.

O monitoramento tem como objetivo comprovar a ausência de atividade viral, condição indispensável para obter o reconhecimento nacional e internacional como Estado livre da Febre Aftosa

Serão colhidas amostras de sangue de animais suscetíveis à febre aftosa e o soro será remetido ao Lanagro - Porto Alegre/RS para processamento. O material contempla amostras de bovinos na faixa etária de 6 a 12 meses e que foram vacinados contra a febre aftosa

Para este trabalho foram sorteadas 95 propriedades de todo Estado, distribuídas em 90 municípios, sendo 44 propriedades cadastradas nos Estabelecimentos Rurais Aprovados no Sisbov (ERAs) e 51 propriedades consideradas de risco (são aquelas com grande movimentação de animais, próximos às áreas de divisas de estado e de frigoríficos). Serão mobilizados 48 médicos veterinários e 96 auxiliares de 33 Escritórios de Defesa Agropecuária (EDAs), que irão compor as equipes de colheitas, além de 7 gerentes de programas sanitários para coordenação dessas equipes.

Informações:

Assessoria de Imprensa/CDA

Tel.: 19 3241-4700

Teresa Paranhos