Secretaria de Agricultura e Abastecimento

Coordenadoria de Defesa Agropecuária
Facebook Twitter Youtube Flickr
30/06/2008

São Paulo volta a exportar carne bovina para a União Européia

30/06/2008 - Desde outubro de 2005, impedido de exportar carne bovina in natura à União Européia, a decisão do Comitê Veterinário Permanente da DG-Sanco, órgão responsável pela Saúde Animal daquele bloco, permitirá a partir de julho que São Paulo retome o comércio. A medida também é válida para o estado do Paraná. Mesmo sem registrar a aftosa há 12 anos, o estado de São Paulo vinha sendo penalizado em virtude dos casos da doença há cerca de dois anos e meio nos Estados do Mato Grosso do Sul e Paraná. Durante este período, São Paulo deixou de exportar cerca de US$ 1,5 bilhão em carne bovina para aqueles países.

O retorno das vendas externas só foi possível graças ao reconhecimento pela OIE (Organização Mundial de Saúde Animal) no final de maio do status sanitário de livre de aftosa com vacinação para São Paulo e mais 10 estados brasileiros, status este suspenso desde os últimos registros da doença no país.

Para o secretário de agricultura e abastecimento, João Sampaio, a reabertura do mercado é o reconhecimento do trabalho sanitário realizado em conjunto pela Secretaria e Ministério da Agricultura. “É um mercado de maior valor agregado, bom pagador e formador de opinião, e o maior comprador da carne bovina paulista in natura até o embargo”, afirma Sampaio.

O secretário frisa que agora se apresenta um novo desafio para São Paulo, o trabalho de auditagem e certificação das propriedades de criação de bovinos, incluídas na base de dados do novo Sistema de Rastreabilidade da Cadeia Produtiva de Bovinos e Bubalinos (Sisbov). Os Estabelecimentos Rurais Aprovados no Sisbov (Eras) que forem considerados conformes pelas regras serão indicados para a União Européia e, conseqüentemente, habilitados após a publicação da decisão no Jornal Oficial do bloco econômico. “A Defesa Agropecuária de São Paulo está pronta para trabalho conjunto com os técnicos do Ministério para fazer as auditagens, de acordo com a demanda do setor produtivo”.

Até então, estavam habilitados a exportar carne bovina para o bloco, os estados de Minas Gerais, Goiás, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Espírito Santo e Santa Catarina.

Informações:

Assessoria de Comunicação - Tel.: 11 5067-0069 – www.agricultura.sp.gov.br - Euzi Dognani/Adriana Rota