Secretaria de Agricultura e Abastecimento

Coordenadoria de Defesa Agropecuária
Facebook Twitter Youtube Flickr
12/08/2009

Greening: Participação de agentes da cadeia em discussão no Dia do Viveirista.

12-08-2009 - O 15º Dia do Viveirista, realizado nesta quinta-feira (13 de agosto), em Cordeirópolis, terá discussões específicas sobre greening, conduzidas a partir das palestras de Mario Sérgio Tomazela, da Coordenadoria de Defesa Agropecuária da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado (CDA/SAA), e de Cícero Augusto Massari, do Fundo de Defesa da Citricultura (Fundecitrus).

Intitulada “Situação atual da erradicação do greening no Estado de São Paulo”, a palestra de Tomazela tem o principal intuito de conscientizar sobre a importância de cada um dos agentes da cadeia sobre a pior doença de citros do mundo, que hoje está em 235 municípios paulistas.

“O greening, infelizmente, veio para socializar a citricultura. Todo mundo tem de trabalhar”, afirma Tomazela, emendando que não se pode esperar que o Estado “cuide de tudo”, de forma paternalista. Segundo ele, cabe sim ao Estado aglutinar os diversos envolvidos na busca por amenizar o problema, especialmente oferecendo informações sobre como combatê-lo e tentando, por meio de pesquisas, eventuais soluções.

“Vamos mostrar o que é o trabalho da Secretaria no combate ao greening, o que já foi feito e o quanto temos de avançar em conjunto”, disse. Embora classifique o índice de infestação no Estado como “tolerável”, considerando-se o tamanho da citricultura paulista, e avalie que a participação do produtor tem sido crescente - o que os próprios números de entrega de relatórios de inspeção e erradicação têm demonstrado - Tomazela salienta que é sempre possível um empenho maior de todos os “atores” envolvidos.

O trabalho da CDA é realizado em conjunto com o Fundecitrus, que colabora com inspeções. O poder de fiscalizar e autuar cabe à CDA. Já os citricultores são os responsáveis pela inspeção de seus pomares e erradicação das árvores doentes, conforme determina a Instrução Normativa nº 32 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

A CDA tem mais de 550 viveiros de citros cadastrados, o que corresponde à produção aproximada de 17 milhões de mudas no período de um ano. A Portaria CDA - 5, de 3 de fevereiro de 2005, ratificada pela Resolução SAA - 10, de 29 de março de 2006 (disponíveis no site), dita as medidas de defesa sanitária e certificação de conformidade.

A laranja é o terceiro produto no valor da produção paulista, perde para cana e carne bovina. Gera 400 mil empregos e as exportações de suco da fruta totalizaram US$ 2,16 bilhões em 2008.

PROGRAME-SE - Promovido pelo Centro de Citricultura ”Sylvio Moreira”, ligado ao Instituto Agronômico da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios da Secretaria (IAC/Apta/SAA), em parceria com a Organização Paulista de Viveiros de Mudas Cítricas (Vivecitros), o 15º Dia do Viveirista terá como temática principal “Muda: a base para uma citricultura sadia”. (programação no site www.centrodecitricultura.br)

SERVIÇO:

15º Dia do Viveirista

Data: 13 de agosto

Horário: 7h45 (inscrições); 8h30 (abertura); a partir das 11h10, enfoque em greening

Local: Centro de Citricultura “Sylvio Moreira” - Rodovia Anhanguera, km 158, Cordeirópolis/SP.

CONTATOS:

Assessoria de Comunicação da Secretaria - Tel.: 11 5067-0069 - Euzi Dognani/Adriana Rota/Nara Guimarães - www.agricultura.sp.gov.br

Acompanhe a Secretaria pelo Twitter - http://twitter.com/agriculturasp

Assessoria e Imprensa da CDA – 19 – 3241-4700 – Teresa Paranhos.