Secretaria de Agricultura e Abastecimento

Coordenadoria de Defesa Agropecuária
Facebook Twitter Youtube Flickr
10/06/2010

Aftosa: Relatório confirma eficiência da vacinação em São Paulo.

10/06/2010 - A Coordenadoria de Defesa Agropecuária, órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento acaba de receber do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) o relatório do monitoramento sorológico de vacinação contra a febre aftosa no rebanho bovino, realizado ano passado, em 9 estados da federação (Mato Grosso, Mato Grosso do Sul. Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Espírito Santo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul) habilitados para exportar para a União Européia. O objetivo do monitoramento foi verificar a eficiência da vacina quanto ao nível adequado de imunização dos rebanhos para aftosa e mostrar que a cobertura vacinal apresenta correspondência com o percentual de bovinos declarados como vacinados.

De acordo com o relatório do Mapa, 168 das 1.382 amostras realizadas nos Estabelecimentos Rurais Aprovados (Eras/Sisbov) foram colhidas no estado de São Paulo, e o percentual alcançado foi de 100%. No percentual geral, o índice chegou a 98,4%, o que, segundo o relatório “a população bovina localizada em estabelecimentos rurais aprovados para exportar para a União Europeia apresenta excelente nível de cobertura imunitária contra a febre aftosa, de acordo com os parâmetros estatísticos”.

Nas propriedades não Eras, foram colhidas em São Paulo 194 das 1.543 amostras totais do monitoramento. O relatório conclui que nos estabelecimentos amostrados “foi constatada correspondência entre os índices de cobertura imunitária contra febre aftosa e os percentuais de bovinos declarados como vacinados pelos serviços oficiais de defesa agropecuária dos Estados”. O percentual do estado de São Paulo foi de 97% de imunidade.

MONITORAMENTO - Para a realização do monitoramento, a Defesa Agropecuária mobilizou 29 médicos veterinários e colheu 362 amostras de sangue em 52 propriedades. A ação foi desenvolvida dentro dos procedimentos estabelecidos pelo Ministério, em atendimento às exigências da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) e da União Europeia.

A Defesa Agropecuária é o órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento responsável por 98% das auditorias oficiais no Sistema de Identificação e Certificação de Bovinos e Bubalinos - Estabelecimentos Rurais Aprovados (Sisbov-Eras) no estado de São Paulo. As auditorias dão legitimidade para acesso dos Eras na lista Traces, que é a lista dos estabelecimentos aptos a fornecer animais para frigoríficos exportadores de carne bovina in natura ao bloco europeu. O Estado tem hoje 206 propriedades Eras certificadas no Sisbov, dessas, 150 estão na lista Traces.

Assessoria de Imprensa/CDA - Tel.: 19 3241-4700 - Teresa Paranhos