Secretaria de Agricultura e Abastecimento

Coordenadoria de Defesa Agropecuária
Facebook Twitter Youtube Flickr
03/12/2010

Aftosa: Vacinação deve ser comprovada até 07 de dezembro

03-12-2010 - A Secretaria de Agricultura e Abastecimento, por sua Coordenadoria de Defesa Agropecuária, lembra que terminada a segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa no estado de São Paulo, o criador tem até o dia 07 de dezembro para comunicar a vacinação realizada.

A comunicação deve ser feita mediante a apresentação da nota fiscal de aquisição das vacinas bem como da declaração de vacinação e do rebanho, junto às unidades de Defesa Agropecuária. A declaração deve conter a relação de todos os bovinos e bubalinos vacinados e a relação de outras espécies existentes na propriedade como ovinos, caprinos, equinos, muares, suínos e outros.

O novo modelo de declaração está disponível no site da Defesa Agropecuária (www.cda.sp.gov.br). Nele é possível preencher com os dados solicitados, imprimir, assinar e entregá-lo na unidade da defesa do município.

Para o criador que deixou de vacinar, as penalidades previstas pela legislação são de 5 Ufesps (cada unidade fiscal do estado de São Paulo equivale a R$16,42), totalizando R$ R$82,10 por cabeça e, por deixar de comunicar a vacinação são 3 Ufesps, ou seja, R$ 49,26 por cabeça. Após o prazo previsto para a entrega da comprovação, a Defesa Agropecuária acompanhará junto ao criador a imunização de 100% do gado.

A segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa no Estado, realizada de 1.º a 30 de novembro, estabeleceu a vacinação de todos os bovídeos (bovinos e bubalinos) do rebanho paulista. Na primeira etapa realizada durante o mês de maio deste ano, foram vacinados somente bovídeos com idade até 24 meses.

São Paulo, está há 14 anos sem registro da doença, possui um rebanho da ordem de 11,5 milhões de cabeças, mas é um importante corredor de exportação da carne bovina brasileira.

CONTATO:

Assessoria de Imprensa da Defesa Agropecuária – Tel.: 19 – 3241-4700 – Teresa Paranhos.