Secretaria de Agricultura e Abastecimento

Coordenadoria de Defesa Agropecuária
Facebook Twitter Youtube Flickr
21/03/2012

Congresso de Produção e Comercialização de Ovos termina nesta quinta (22/03) em Ribeirão Preto.

21-03-2012 - O coordenador da Defesa Agropecuária, Heinz Otto Hellwig participou ontem da abertura do X Congresso de Produção e Comercialização de Ovos, promovido pela Associação Paulista de Avicultura (APA), que segue até esta quinta-feira (22/03) no Centro de Convenções de Ribeirão Preto-SP.

Segundo os organizadores, o congresso tem por objetivo apresentar, debater e compartilhar informações. Tem como meta discutir o aprimoramento da produção, comercialização e o consumo de ovos visando todas as etapas da granja ao garfo.

O evento contou com a presença da secretária de Agricultura e Abastecimento Monika Bergamaschi. A Secretária falou sobre a importância do setor e sobre o convênio com a APA. Disse que a Defesa Agropecuária transfere um montante de recursos financeiros que, sob a coordenação da Defesa Agropecuária, desenvolve atividades de apoio a execução do Programa Estadual de Sanidade Avícola.

Monika Bergamaschi disse ainda que para esse ano o Estado tem como meta registrar todos os seus estabelecimentos avícolas. Em dezembro a IN 56 e 59 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento chega na sua data limite de implantação e a partir desta data, os estabelecimentos avícolas que não tiverem implementado as medidas de biosseguridade e consequentemente não tiverem os seus respectivos registros na Defesa Agropecuária, estarão limitados para o alojamento de aves e comercialização de seus produtos.

De acordo com Hellwig, São Paulo é referência no Brasil na exportação de material genético, sendo líder neste mercado. São Paulo exporta produtos para toda a América Latina e Europa. Sistematicamente recebemos auditorias no Programa. “No final do ano passado e início deste, recebemos auditorias da OIE para verificar as condições para a implantação do sistema de compartimentação, do serviço oficial do Chile e da União Europeia. Em decorrência dos trabalhos, o Estado está habilitado para exportar para os mercados Latino Americano, Europeu, Asiático e Oriente Médio”, informou.

A Coordenadoria de Defesa Agropecuária é o órgão responsável pelo Programa de Sanidade Avícola no estado, que está estruturado e capilarizado em todas suas regionais. O serviço oficial realiza as atividades de monitoria para certificação de salmonelas e microplasmas nos núcleos de reprodução, atendimento às notificações de mortalidade, vigilância para influenza aviária e doença de Newcastle. Controla a movimentação de aves e ovos férteis, a laringotraqueíte infeciciosa (LTI) em granjas de Guatapará e erradicação na região de Bastos. Recentemente foi publicada a Portaria CDA 2, que prevê a utilização de vacinas contra a LTI do tipo recombinante e que proíbe o trânsito para dentro do bolsão de Bastos de aves provenientes de áreas de ocorrência de LTI.

O X Congresso de Produção e Comercialização de Ovos, segue hoje com a apresentação de trabalhos até as 13 horas.

Assessoria de Imprensa da Defesa Agropecuária – 19 – 3045-3350 – Teresa Paranhos