Secretaria de Agricultura e Abastecimento

Coordenadoria de Defesa Agropecuária
Facebook Twitter Youtube Flickr
28/08/2012

Instituições governamentais e particulares lançam projeto de educação sanitária em citros.

28-08-2012 - A Secretaria de Agricultura e Abastecimento realiza nesta sexta-feira (31/08), em Sud Mennucci - SP, o Encontro Regional de Citricultura para lançar o projeto de Educação Sanitária, que está inserido no Programa Fruticultura Paulista Sustentável.

Na região noroeste do estado de São Paulo, a citricultura tem grande representatividade econômica. A laranja é a exploração com maior área cultivada, com aproximadamente 45 mil hectares e envolvendo mais de 2.800 propriedades. Em 2011, segundo levantamento da Secretaria de Agricultura, a produção ultrapassou 28 milhões de caixas de 40,8 quilos nas regiões de Jales, Fernandópolis, Votuporanga e General Salgado.

O setor agrícola passa por ciclos favoráveis e desfavoráveis. Hoje, o grande desafio para os citricultores do noroeste paulista está na proteção contra o cancro cítrico e o greening, que além de proporcionarem um aumento no custo de produção podem provocar a erradicação dos pomares.

Por esse motivo houve a união da Secretaria de Agricultura, através de suas coordenadorias de Assistência Técnica Integral (CATI) e de Defesa Agropecuária, mais a Agencia Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), com o Fundecitrus, para desenvolver o Projeto de Educação Sanitária.

Programa Fruticultura Paulista Sustentável

A fruticultura passa por graves problemas fitossanitários, o que acaba por desestimular os agricultores. Visando minimizar esse fato a pesquisa agropecuária e assistência técnica e extensão rural se uniram para buscar soluções adequadas para o fortalecimento do setor.

Aliado a isso, hoje existe uma tendência do mercado para o consumo preferencial de produtos produzidos de forma sustentável e com rastreabilidade. Os técnicos envolvidos na elaboração do Programa acreditam que com a mecanização da cana-de-açúcar, as áreas com grande declividade serão ocupadas por outras atividades e a formação de novos pomares pode ser uma alternativa para viabilizar essas pequenas propriedades.

A fruticultura é uma das alternativas para promover o desenvolvimento rural sustentável e fortalecimento do agronegócio paulista. Para tanto, o primeiro projeto que agora se inicia é o da Educação Sanitária para minimizar os problemas e os prejuízos acarretados pelo cancro cítrico e greening na região noroeste do Estado e que vai trabalhar aproximadamente 20 mil hectares até 2015.

O segundo projeto é o de Fortalecimento da Fruticultura Paulista que visa organizar a cadeia produtiva de frutas e implementar a proteção integrada da planta nos pomares atendidos. A expectativa é de atingir 210 mil hectares, em todo o estado de São Paulo, até 2015. (Texto: Assessoria de Imprensa da CATI – Suzete Rodrigues)

PROGRAMA

14h - Abertura

14h30 - “A importância da Citricultura na região Noroeste do Estado” – CATI Regional Jales

14h45 - “Potencial da citricultura na região” – Apta

15h - “Situação sanitária da citricultura regional” – Fundecitrus

15h15 - “Legislação em Citricultura” – Defesa Agropecuária

15h30 - “Importância de ações conjuntas em defesa da citricultura regional” – Prefeito de Sud Mennucci

15h45 - “A proposta da CATI” – coordenador da CATI

16h - Palavra ema aberto para autoridades

17h - Encerramento

SERVIÇO:

Evento: Encontro Regional de Citricultura

Data: 31 de agosto de 2012

Horário: Das 14 às 17 horas

Local: Centro Comunitário Fábio Rogério Concórdia - Rua Claudio Luiz Castilho, 564 – Sud Mennucci – SP.