Secretaria de Agricultura e Abastecimento

Coordenadoria de Defesa Agropecuária
Facebook Twitter Youtube Flickr
10/03/2016

2,8t de resíduos contaminantes são descartados adequadamente pela CDA

A Secretaria da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, por meio da Coordenadoria de Defesa Agropecuária, descartou adequadamente 2,8 toneladas de resíduos produzidos em seu cotidiano de trabalho, em 2015. A destinação adequada evitará danos ao meio ambiente, à saúde pública e à saúde animal.

Foram recebidos, processados e devidamente descartados, os seguintes quantitativos desses resíduos pelo Centro de Análise e Diagnóstico (CAD): 269 quilos de resíduos biológicos infectantes; 24 quilos de perfurocortantes; 1.400 quilos de agrotóxicos impróprios; 60 quilos de produtos químicos; e 1.056 quilos de imunobiológicos e produtos veterinários.

“Essas toneladas de resíduos gerados, se não forem mensalmente trabalhadas e descartadas por meio de incineração, devolução ao fabricante ou outras medidas adotadas conforme o caso, certamente resultariam em um volume enorme de contaminantes, de difícil e onerosa destinação”, informou a médica veterinária da Secretaria e diretora do CAD, Vera Lúcia Nascimento Gonçalves.

A Coordenadoria implantou um programa de gerenciamento dos resíduos. “Não podemos permitir que as valiosas atividades de defesa sanitária, voltadas aos produtores, possam comprometer, de modo contraditório, a preservação do meio ambiente e a saúde da agropecuária do estado”, completou a diretora do CAD.

Dentro desse contexto estão contemplados para conveniente descarte os seguintes resíduos, agrupados de acordo com sua origem: Resíduos laboratoriais, gerados pelo CAD na realização de suas atividades rotineiras; resíduos biológicos infectantes, gerados pelos 40 Escritórios de Defesa Agropecuária (EDAs), no atendimento a campo, de focos ou suspeitas de enfermidades animais, sob controle estadual e na realização de inquéritos e estudos epidemiológicos; resíduos resultantes da fiscalização do comércio de insumos agropecuários, especialmente dos agrotóxicos e produtos veterinários apreendidos; e resíduos da distribuição, pelo CAD às regionais, de insumos imunobiológicos controlados, impróprios para utilização e/ou apreendidos pelo serviço oficial; e resíduos da distribuição de meios conservantes, desinfetantes, produtos químicos, tranquilizantes e eutanásicos, impróprios para uso e/ou apreendidos.

Por Teresa Paranhos

Assessoria de Comunicação

Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo

Coordenadoria de Defesa Agropecuária

Telefone: (19) 3045.3350