Secretaria de Agricultura e Abastecimento

Coordenadoria de Defesa Agropecuária
Facebook Twitter Youtube Flickr
06/09/2016

Arnaldo Jardim destaca os avanços do setor avícola durante a entrega de certificado de registro no Sisp, em Itapui

O secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim entregou na sexta-feira, 2 de setembro, o certificado de registro nº 1544 no Serviço de Inspeção de São Paulo (Sisp), na categoria matadouros de aves e pequenos animais ao estabelecimento Polifrigor Indústria e Comércio de Alimentos Ltda, do município de Itapuí, na região do Escritório de Defesa Agropecuária (EDA) de Jaú.

O secretário estava acompanhado pelo diretor do Grupo de Defesa Sanitária Animal (GDSA), José Eduardo Alves de Lima; do diretor do Centro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Cipoa), Cesar Daniel Krüger;e do diretor do Escritório de Defesa Agropecuária (EDA) de Jaú, Márcio Luiz Felix, que também responde pelo serviço de inspeção na Regional.

O estabelecimento, que comercializará os produtos com a marca “Itabom”, se dedica à produção de frango inteiro resfriado/congelado, cortes, miúdos, cartilagem e carne mecanicamente separada de aves e está apto à produção diária de 120 mil aves. Este estabelecimento, já tradicional na região, passa a ser inspecionado pelo serviço oficial de São Paulo, se desvinculando da inspeção federal.

Durante a entrega do certificado feita por Arnaldo Jardim ao presidente da Polifrigor, Pedro Poli, o secretário lembrou que o governador Geraldo Alckmin prorrogou benefício concedido aos frigoríficos avícolas, por meio do Decreto nº 62.170, publicado dia 1º/09, que estabeleceu que créditos de ICMS gerados entre 1º de julho de 2015 e 31 de dezembro deste ano poderão ser utilizados como garantia em financiamentos da Agência de Desenvolvimento Paulista (Desenvolve SP).

O Estado criou um mecanismo que reconhece o crédito, por meio do Desenvolve SP. A decisão do governador de prorrogar esse prazo é importante nesse momento, disse o secretário, lembrando que “o objetivo é restaurar a competitividade do segmento econômico de São Paulo, que vem enfrentando forte concorrência em razão de benefícios concedidos por outras unidades da Federação”.

Arnaldo Jardim também ressaltou o trabalho realizado no Estado para coibir ou minimizar os riscos de a influenza aviária chegar aos plantéis paulistas. “Fizemos todo um trabalho de mobilização envolvendo a Defesa Agropecuária, a Associação Paulista de Avicultura (APA) e os avicultores e conseguimos dar um passo importante com as medidas de prevenção contra a doença”.

Outro grande avanço foi a normatização (Resolução SAA 03, de 02 de fevereiro) para que os estabelecimentos possam informar, na embalagem, que o alimento de origem animal (aves) é produzido sem uso de hormônio, como estabelece a legislação brasileira, desde que sejam feitas análises em laboratório comprovando a ausência da substância.

Arnaldo Jardim destacou a qualificação do laboratório do Centro Avançado de Pesquisa Tecnológica do Agronegócio Avícola/Apta, em Descalvado, que é de referência para a avicultura de corte com a acreditação que atribui reconhecimento internacional às análises laboratoriais para a detecção e controle da sanidade avícola. E acrescentou que “uma delegação da Arábia Saudita interessada em contratos de importação vinculada visitou São Paulo interessada em nossos produtos, mas destacando a exigência de termos um laboratório certificado internacional. E isso já é realidade em São Paulo”.

Além de Descalvado, o laboratório da Unidade de Pesquisa e Desenvolvimento de Bastos/Apta, que é especializado em aves de postura, também acaba de receber a acreditação.

Sobre a adesão ao Sisp, o presidente da Polifrigor disse estar em uma condição de igualdade com outros frigoríficos, pois a certificação do Sisp o autoriza a comercializar seus produtos dentro do Estado e que a Itabom há certo tempo só atende esse mercado, não tendo condições de fazer exportação.

O importante, disse ele “é que a gente mantenha a qualidade que a Itabom sempre teve de seus produtos e dos índices sanitários e poder ter um pouco mais de liberdade e mais rapidez no crescimento da empresa. A crise atual vai ser superada em breve, mas para a Itabom posso garantir que está praticamente superada. Portanto, a vinda do Sisp vai ajudar ainda mais o crescimento da empresa”, comemorou.

O estabelecimento, quando em produção na capacidade total autorizada, poderá gerar 1.200 empregos diretos. “Se considerarmos em torno de 300 integrados com dois funcionários por aviário e o transporte, tanto do frango vivo como abatido, podendo contabilizar outros 800 empregos indiretos” acrescentou.

Para o integrador Neto Boesso, que produz aves em Pederneiras, “com o Sisp aumenta a expectativa de retomar o setor, pois ajudará a alavancar a distribuição do produto dentro do Estado. Isso para nós produtores é muito importante. O certificado do Governo do Estado de São Paulo passará ao consumidor uma melhor impressão da qualidade do produto” disse.

Márcio Luiz Felix, diretor do EDA de Jaú, fez a abertura do livro de registro junto à responsável técnica do estabelecimento, a médica veterinária Fernanda Chaim Malavolta. O diretor do Cipoa, César Daniel Krüger lembrou o compromisso do estabelecimento em produzir com qualidade e dentro das normas de sanidade e higiene preconizadas no Estado. “Cabe-me ressaltar que acreditamos na seriedade deste estabelecimento em consolidar o nome do Sisp para ser sempre uma marca de alimentos produzidos com qualidade, em respeito aos direitos do consumidor”, disse Krüger.

O município de Itapuí tem outros dois estabelecimentos certificados pelo Sisp, totalizando 43 produtos registrados para o comércio no Estado.

Também participaram do evento Giuliano Artioli Áreas, diretor de Planejamento, Desenvolvimento e Trabalho, da Prefeitura Municipal de Itapuí; Sérgio Murilo Hermogenes Cruz, assessor parlamentar da Secretaria, Edson José de Oliveira, representante legal do estabelecimento; Miguel Couto, gerente de produção; e Juliana Poli Figueiredo, responsável pela Comunicação e Marketing da empresa.

Por Teresa Paranhos

Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo

Coordenadoria de Defesa Agropecuária

Assessoria Imprensa

Telefone: (19) 3045.3350