Secretaria de Agricultura e Abastecimento

Coordenadoria de Defesa Agropecuária
Facebook Twitter Youtube Flickr
15/08/2016

Secretário Arnaldo Jardim entrega certificado de registro no Sisp à fábrica de laticínios da USP em Pirassununga

O secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, e o titular da Coordenadoria de Defesa Agropecuária, Fernando Gomes Buchala, entregaram o certificado de registro no Serviço de Inspeção de São Paulo (Sisp) que autorizou o funcionamento de uma fábrica de laticínios no Campus da Universidade de São Paulo (Usp) “Fernando Costa”, em Pirassununga.

O documento permitirá que no local sejam produzidos 1.500 litros de leite diariamente com a marca Laticínio USP. Serão fabricados doce de leite, iogurtes integrais com sabor de frutas e de leite de cabra; leite pasteurizado integral e desnatado e os queijos de coalho, de cabra frescal condimentado, de cabra frescal, minas frescal, padrão, mussarela de búfala, mussarela e prato.

A fábrica de laticínios será uma referência, no que diz respeito a oferecer um produto de qualidade para a sociedade, uma oportunidade de ganhos para o sustento do próprio campus e um espaço para a prática, treinamento e informação dos alunos que atuarão na fábrica. “Estamos reformulando a legislação que diz respeito à agroindústria artesanal, para facilitar, desburocratizar, e fazer com que esse empreendedor tenha ainda mais oportunidades de geração de renda e produtividade, como nos determina o governador Geraldo Alckmin”, disse Arnaldo Jardim.

“A palavra que traduz este momento é parceria: do setor público, representado pelas diversas vertentes da Secretaria, como defesa agropecuária, extensão rural e institutos de pesquisa e o Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa); com a academia, por meio da Usp; e com o setor privado, com empresas e produtores que apoiaram tais melhorias”, ressaltou o titular da Pasta Estadual.

O reitor da USP, Marco Antonio Zago, agradeceu a parceria permanente com a Secretaria de Agricultura, inclusive para a autorização da instalação da fábrica de laticínios no campus em Pirassununga. “Aos poucos, estamos promovendo melhorias, aumentando a inclusão social, contornando as resistências e precisamos continuar falando com otimismo sobre o futuro da universidade”, afirmou.

Para o prefeito do Campus “Fernando Costa”, Flávio Vieira Meirelles, que na entrega do documento, no dia 12 de agosto, aproveitou para inaugurar diversas melhorias, é preciso desenhar planos para continuar uma trajetória de sucesso. “A instalação desse espaço para a produção dos alimentos lácteos é uma condição de grande motivação e oportunidade para desempenharmos nossas funções de ensino, pesquisa e extensão”, ressaltou.

Sisb

No mesmo local, nos dias 10 e 11 de agosto, a equipe do serviço de inspeção dos 40 Escritórios de Defesa Agropecuária (Edas) da Coordenadoria da Defesa Agropecuária, ligada à Secretaria, se reuniram para um encontro técnico com o objetivo de discutir assuntos de interesse no sistema de inspeção estatal e na adesão ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sisb/POA).

Na ocasião, a professora doutora do Campus \"Fernando Costa” da USP, Ana Maria Centola Vidal, abordou a interação do meio acadêmico com a Defesa Agropecuária e Andrea Figueiredo Procópio de Moura, da Superintendência Federal de Agricultura/Mapa de São Paulo, que falou sobre as experiências com o sistema nacional de inspeção.

O médico veterinário Fernando Gomes Buchala, coordenador da CDA, destacou que a ideia é que o estabelecimento instalado no campus da USP em Pirassununga seja um centro de referência dos procedimentos operacionais, oferecendo padrões à cadeia produtiva para adesão ao sistema Sisb. “No Estado de São Paulo, pretendemos fazer a adesão por segmento e o primeiro será o do leite, para que atenda às características do Estado e possa ser oferecido a todo o País”, explicou.

O produtor e presidente da Associação dos Estabelecimentos com Sisp (Assesisp), José Ovídio Sebastiani, que também participou dos debates, considerou a iniciativa em parceria com a Pasta Estadual muito benéfica ao setor lácteo. “Esse espaço resultará no desenvolvimento de novos processos e técnicas, no aprimoramento dos profissionais. Esperamos que isso ocorra com outros setores que necessitam da certificação para operar”, observou o dirigente, relatando ainda que o Estado paulista já está se preparando para aderir ao Sistema. “Isso significa que os estabelecimentos paulistas poderão competir com seus produtos em outros Estados, assim como comercializar em locais que hoje contam com a certificação no Serviço de Inspeção Federal (SIF)”, explicou.

A entrega da certificação do laticínio da USP teve ainda a presença do secretário municipal da Agricultura de Pirassununga, Reginaldo Antonio da Silva, representando a prefeita Cristina Aparecida Bastista; do deputado federal Nelson Marquezelli; da superintendente de gestão ambiental da USP, Patricia Iglecias; do superintendente de Espaço Físico da USP, Osvaldo Shigueru Nakao; do diretor da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ/USP), José Antonio Visintin; do coronel intendente, André Luiz Paiva de Lucca; da vice-diretora da Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (Fzea/USP), Elisabete Maria Macedo Viegas; e do diretor substituto do EDA Limeira, Daves William Settin.

Fotos: https://www.flickr.com/photos/defesaagropecuariasp/albums/72157671640671221

Por Paloma Minke/Teresa Paranhos