Secretaria de Agricultura e Abastecimento

Coordenadoria de Defesa Agropecuária
Facebook Twitter Youtube Flickr
06/04/2017

Fonesa quer que o Mapa estabeleça critérios para o recebimento de informações relacionadas à eficiência dos agrotóxicos

Representantes da área de sanidade vegetal e de controle de agrotóxicos de 21 Estados participaram na manhã de hoje, da reunião do Fórum Nacional dos Executores de Sanidade Agropecuária (Fonesa), durante o 15º Encontro de Fiscalização e Seminário sobre Agrotóxicos (Enfisa) iniciado dia 03 e que segue até sexta-feira, 07/04, em Campos do Jordão, São Paulo.

A reunião foi conduzida por Fernando Gomes Buchala, coordenador da Coordenadoria de Defesa Agropecuária do estado de São Paulo e teve como pauta a apresentação dos sistemas de cadastros de agrotóxicos na Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar) e da Defesa Agropecuária de São Paulo, uma apresentação sobre o Projeto de Lei 3.200, de 2015 pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Goiás e questões das taxas relacionadas aos cadastros dos produtos, com ênfase aos produtos para controle biológico.v

A reunião foi realizada dentro de critérios técnicos e através das discussões foi a oportunidade de entrar num nível de detalhamento técnico, compartilhamento de experiências e de posicionamentos de cada um dos Estados.

Também participaram da reunião dois representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Carlos Ramos Venâncio que é o coordenador geral de Agroquímicos e Afins e o André Felipe Carrapatoso da Silva, diretor do Departamento de Fiscalização de Insumos Agrícolas que representou o secretário nacional de Defesa Agropecuária que a todo momento tiveram participação nessa reunião esclarecendo as demandas que os estados apresentavam, respondendo aquilo que o Mapa enxerga e o que vem fazendo para atender estas demandas e colhendo dos Estados as suas principais necessidades e desafios.

A reunião foi finalizada com alguns encaminhamentos, como explica Buchala. “O primeiro deles votado por todos é que o Mapa estabeleça critérios para o recebimento de informações relacionadas à eficiência dos agrotóxicos nas unidades da federação, em âmbito nacional, depois tivemos um segundo encaminhamento que o Fonesa entende que o Mapa crie um programa nacional de agrotóxicos para que possa, não só, estabelecer os procedimentos mas também com os recursos disponíveis e necessários para a execução das atividades pelos Estados. E por último que o Fonesa deverá acompanhar o Projeto de Lei 3200, de 2015e no momento oportuno emitir um posicionamento em relação a esse Projeto.” Este projeto altera o cadastro e registro de agrotóxicos no país.

Os Estados do Acre, Ceará, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Roraima não enviaram representantes.

Fonesa – O Fórum representa todos os órgãos estaduais de defesa agropecuária. Seu objetivo é definir as diretrizes da política de sanidade animal e vegetal e promover a permanente articulação entre os órgãos, com vistas ao desenvolvimento harmônico e integrado das ações de sanidade animal, vegetal e inspeção higiênico-sanitária e tecnológica dos produtos de origem animal e vegetal.

Por Teresa Paranhos

Assessoria de Comunicação

Secretaria de Agricultura e Abastecimento

19 – 3045.3350