Secretaria de Agricultura e Abastecimento

Coordenadoria de Defesa Agropecuária
Facebook Twitter Youtube Flickr

Sistema Brasileiro de Identificação Individual de Bovinos e Búfalos (SISBOV)

Postado em 29/04/2022 às 12h29 | Por Assessoria de Comunicação CDA

Sistema oficial brasileiro de identificação individual de bovinos e búfalos

O SISBOV tem como objetivo o controle e a rastreabilidade do processo produtivo das propriedades rurais de criação de bovídeos. A adesão ao SISBOV é voluntária para os produtores rurais, sendo obrigatória para a comercialização de carne bovina e bubalina para mercados que exigem rastreabilidade. Alguns dos principais mercados consumidores mundiais exigem a rastreabilidade para a importação de carnes, como os países membros da União Europeia.

Para participar do SISBOV, os produtores rurais devem escolher uma certificadora credenciada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para certificação da sua fazenda.

Todos os bovídeos da propriedade devem receber identificação individual (brinco padrão SISBOV, brinco-botão, brinco eletrônico, registro em associação de raça). Após a identificação individual dos animais, e atendimento às exigências legais, a propriedade (estabelecimento rural cadastrado no SISBOV - ERAS) é submetida à vistoria pela certificadora.

Adicionalmente à aprovação pela certificadora, os ERAS são submetidos a auditorias realizadas pelo Serviço Veterinário Oficial antes da inclusão na lista de propriedades aptas ao fornecimento de bovinos e bubalinos para abate com destino a mercados que exigem a rastreabilidade.

As auditorias técnicas oficiais são realizadas por auditores do Mapa e da Coordenadoria de Defesa Agropecuária previamente treinados, e consistem na fiscalização em ERAS aprovado por certificadora cadastrada pelo Ministério.