Secretaria de Agricultura e Abastecimento

Coordenadoria de Defesa Agropecuária
Facebook Twitter Youtube Flickr

Técnicos da Defesa Agropecuária participam de capacitação sobre queijos artesanais

Postado em 29/04/2022 às 12h09 | Por Assessoria de Comunicação CDA

Os cursos foram realizados no Paraná e em Minas Gerais

A partir de uma parceria entre a Coordenadoria de Defesa Agropecuária, por seu Centro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (CIPOA) e a organização do Mundial de Queijos, que em 2022 acontece em setembro na cidade de São Paulo, médicos veterinários da Coordenadoria estiveram em Curitiba (PR) e também na Serra da Canastra (MG) para participação em cursos de capacitação e aprimoramento em tecnologia de queijos artesanais.

Além da capacitação, os participantes puderam conferir de perto como funciona a relação do setor produtivo com as populações locais. Para o médico-veterinário Thiago Braga Izidoro, gerente de Registro de Estabelecimentos e Produtos Artesanais, “o queijo no sul de Minas é um produto artesanal no sentido de arte, de artesania, é parte intrínseca daquela comunidade. Não é uma atividade apenas econômica, é sociocultural”.

Durante a capacitação, os técnicos puderam atualizar conceitos científicos como, por exemplo, a fermentação láctea e atividades enzimáticas do coalho, além de terem a oportunidade de verificarem variados tipos do produto como queijos maturados, floridos, de massa semicozida, mole, entre outros. Segundo Izidoro, “trata-se de práticas muito importantes que com a rotina do trabalho acabam necessitando de atualizações constantes”.

Outro ponto importante da experiência foi poder conferir de perto como funcionam os serviços de inspeção de ambos os Estados em relação aos artesanais, sendo que o serviço de Minas Gerais é tido como referência nacional. Izidoro fala que “foi muito bom ver que o Estado de São Paulo tecnicamente está igualado a Minas Gerais em termos de legislação”. Dessa forma, o gerente entende que o serviço paulista também pode ser tido como referência, pois além de trabalhar de formas bem parecidas, tem um arcabouço de leis tão evoluído quanto.

Curitiba

Já no Estado paranaense, a capacitação aconteceu durante o primeiro festival de cura de queijo artesanal realizado pela Sertão Brás, que teve como objetivo transmitir aos participantes conhecimentos avançados para a cura de queijos, o que agrega valor ao produto.

Na ocasião, o curso foi ministrado pelos professores Laurent Mons (França) e Débora Pereira (Brasil), especialistas na área. Atividades como degustação e harmonização de queijos com cervejas artesanais também fizeram parte da capacitação.

Para a médica-veterinária Ieda Blanco, “o evento propiciou uma excelente interação entre produtores artesanais e o serviço de fiscalização, que são dois setores que devem trabalhar juntos para alcançarem seus objetivos em comum”.

Por Felipe Nunes

x