Secretaria de Agricultura e Abastecimento

Coordenadoria de Defesa Agropecuária
Facebook Twitter Youtube Flickr
25/09/2017

Secretaria estuda implantar Sistema de Informação Inteligente em Defesa Agropecuária

As ações desenvolvidas pela Coordenadoria de Defesa Agropecuária e a prestação de atendimento ao público produtor rural já estão informatizadas para promover uma maior agilidade do serviço oficial no estado de São Paulo. Implantado em 2012, a plataforma eletrônica Gestão de Defesa Animal e Vegetal (Gedave) foi criada inicialmente para o controle das etapas de vacinação contra a febre aftosa e emissão da guia de trânsito animal (GTA). Hoje agrega uma série de informações e interações como a emissão da permissão de trânsito vegetal (PTV), serviços de monitoramento de agrotóxicos e resíduos, controle de produção de mudas de citros, relatório semestral de cancro cítrico e greening, declaração mensal de produção dos estabelecimentos com registro no Serviço de Inspeção de São Paulo (SISP) e muitos outros.

Como o Plano Nacional de Retirada da Vacinação contra febre aftosa prevê a retirada da vacinação no estado de São Paulo para 2021 e estabelece uma série de ações de vigilância ativa e passiva aos órgãos oficiais de defesa, a Secretaria de Agricultura e Abastecimento estuda a implantação do Sistema de informação Inteligente em defesa agropecuária.

Com esse objetivo, o coordenador da Defesa Agropecuária, Fernando Gomes Buchala, acompanhado do assessor técnico de gabinete Oscar Norio Yasuda, do diretor administrativo Fabrício Rodrigues da Cruz e do agente de apoio agropecuário Weisley da Silva Gloria visitou na tarde de quarta-feira, 20 a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), na Capital, para conhecer a “Sala de Situação” ou Centro de Controle de Informações (CCI).

Durante a visita foi possível absorver os conhecimentos adquiridos pela Artesp no desenvolvimento do projeto, cujos desafios a Defesa Agropecuária poderá encontrar na implantação de um sistema inteligente. A Sala de Situação ou Centro de Controle é um de vários projetos com estudos em andamento na Defesa Agropecuária para subsidiar as tomadas de decisões, por meio de análise dados, já existentes no sistema Gedave e outros sistemas ligados. “Com ferramentas de Business Intelligence (BI), a Coordenadoria de Defesa Agropecuária poderá coletar e unificar os dados, gerando a inteligência necessária para prever emergências sanitárias”, disse Buchala.

Além disso, permite à Defesa Agropecuária monitorar em tempo real a movimentação dos rebanhos e produtos vegetais, fornecendo informações com elevado grau de confiabilidade e subsidiar o Governo do Estado nas políticas públicas para o setor agropecuário.

O conceito de \"Sala de Situação\" nasceu no campo militar com a finalidade de monitorar situações de perigo ou alarmantes, onde o \"tempo\" é uma variável fundamental. Como explicou Ivo Martins Guerra, superintendente do CCI, “o Centro reúne e integra diversos sistemas e softwares para fiscalizar o funcionamento e ocorrências das rodovias paulistas concedidas, 24 horas por dia, 7 dias por semana”.

Por Teresa Paranhos

Assessoria de Comunicação

Secretaria de Agricultura e Abastecimento

19 – 3045.3447