Secretaria de Agricultura e Abastecimento

Coordenadoria de Defesa Agropecuária
Facebook Twitter Youtube Flickr
08/02/2018

Defesa Agropecuária traça delineamento dos programas sanitários da área animal no Estado

Os médicos veterinários responsáveis técnicos dos programas de sanidade animal do estado de São Paulo estiveram reunidos, na sede do Escritório de Defesa Agropecuária de Piracicaba, para delineamento dos programas sanitários para 2018. Os programas são desenvolvidos no Estado pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento, por sua Coordenadoria de Defesa Agropecuária e seus 40 escritórios regionais. Todos os programas foram exaustivamente explanados, analisados e discutidos, tendo como foco a modernização do sistema e a inovação.

Os encaminhamentos propostos estão voltados à revisão de algumas legislações para adequá-las à realidade atual, o estreitamento com órgãos de pesquisa e extensão rural da Secretaria, a implantação de um plano de ação visando a conscientização dos criadores sobre a inversão da campanha de vacinação contra a febre aftosa.

Destacou-se também o acompanhamento dos processos, a agilidade na vigilância passiva e ativa para a detecção precoce de ocorrências que possam comprometer o Estado, o aperfeiçoamento do sistema de cadastro, a produção de material informativo e educativo visando aumentar o índice de conscientização e participação dos criadores nos processos de notificação de doenças de notificação obrigatória e o reforço nas auditorias das atividades desenvolvidas através de convênio e por profissionais habilitados.

Luciano Lagatta, diretor do Centro de Defesa Sanitária Animal (Cedesa), da Coordenadoria destacou que “a reunião produziu material consolidado para o diagnóstico de situação de cada programa sanitário, com o objetivo de identificar as dificuldades e oferecer um delineamento para o futuro”.

A área de defesa sanitária animal da Coordenadoria, dentre outras competências, é responsável por zelar pela proteção dos rebanhos de peculiar interesse do Estado, pela na manutenção do status sanitário que viabiliza a comercialização de animais e produtos de origem animal com os demais estados da federação e para exportação, e está preparada para agir de forma emergencial quanto ao risco de introdução de doenças que possam resultar em risco para os rebanhos e para a saúde do consumidor.

Por Teresa Paranhos

Secretaria de Agricultura e Abastecimento

Coordenadoria de Defesa Agropecuária

Telefone: (19) 3045.3447