Secretaria de Agricultura e Abastecimento

Coordenadoria de Defesa Agropecuária
Facebook Twitter Youtube Flickr
29/01/2018

São Paulo emitiu mais de 842 mil guias de trânsito animal (GTAs) em 2017

Dados da Secretaria de Agricultura e Abastecimento mostram que em 2017 foram emitidas no Estado de São Paulo 842.948 guias de trânsito animal (GTA) por meio do sistema informatizado Gestão de Defesa Animal e Vegetal (Gedave), vinculado à Coordenadoria de Defesa Agropecuária. Deste total 58.366 GTAs tiveram outros Estados como destino e 784.582 a movimentação dentro do Estado.

O total de animais movimentados foi de 4,2 bilhões de animais, sendo que 764 milhões foram para outros Estados e 3,5 bilhões dentro do Estado. Com relação à espécie, foram movimentados: 8,7 milhões de bovídeos; 2,5 milhões de suídeos; 249 mil equídeos; e 740 mil animais de outras espécies, como abelhas, animais de laboratório, coelhos, bichos da seda, caprinos, ovinos, quelônios, crocodilos e outros.

Na área avícola, em função da forma estabelecida para o transporte, foi emitido um total de 294.075 GTAs, que viabilizaram a movimentação de 1,6 bilhões de aves e 2,5 bilhões de ovos férteis. Outro índice apresentado foi a emissão de 7.735 guias para a movimentação de 70,8 milhões de animais aquáticos, destacando-se moluscos, crustáceos, peixes, anfíbios e outros.

O principal objetivo da guia de trânsito é a sanidade dos rebanhos, fornecendo ao órgão oficial de defesa agropecuária informações precisas para tomadas rápidas de decisões caso seja diagnosticada alguma doença. Como explica Fernando Gomes Buchala, coordenador da Defesa Agropecuária, o trânsito de animais é um dos grandes responsáveis pelo surgimento de doenças nos rebanhos. “O controle da movimentação é uma ferramenta essencial de rastreabilidade para aumentar a segurança e o controle sanitário dos rebanhos e evitar a introdução de doenças que possam por em risco a saúde da população e dos rebanhos ou causar prejuízos aos produtores e a perda da credibilidade dos produtos agropecuários de São Paulo”, disse Buchala.

A GTA é o documento oficial obrigatório em todo o território nacional para o trânsito de ovos férteis e embrionados e de animais destinados à cria, recria, engorda, reprodução, abate, participação em eventos de concentração e até mesmo para o transporte de animais entre propriedades do mesmo dono e no mesmo município.

No Estado de São Paulo, desde 2012 a guia é emitida eletronicamente, tornando-se uma facilidade a mais para o criador e maior confiabilidade nas transações realizadas. Para a emissão da GTA é necessário que tanto o vendedor como o comprador estejam devidamente cadastrados no sistema.

O Estado de São Paulo conta com um total de 517 médicos veterinários habilitados para emissão do documento, sendo que 142 para a emissão de GTA para aves e ovos férteis; 184 para animais egressos de eventos de concentração de animais; 160 para equídeos e 31 para suídeos, laboratório, animais aquáticos e aves silvestres. A habilitação é feita por meio de curso/treinamento realizado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento.

Por Teresa Paranhos

Secretaria de Agricultura e Abastecimento

Coordenadoria de Defesa Agropecuária - Telefone: (19) 3045.3447