Secretaria de Agricultura e Abastecimento

Coordenadoria de Defesa Agropecuária
Facebook Twitter Youtube Flickr
15/06/2021

CDRS/CATI realiza live sobre o mel e sua importância como alimento seguro

Evento integra ações da Campanha Mel Seguro: Diga Não ao Produto Falsificado, realizada pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento e pelo setor produtivo, representado na Câmara Setorial de Produtos Apícolas.

No próximo dia 17 de junho, a Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável (CDRS)/CATI, órgão responsável pela extensão rural no âmbito da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, realizará um ciclo de palestras, em continuidade à campanha de incentivo ao consumo e à comercialização de mel de qualidade e com garantia de procedência, iniciada no começo do mês. “Este ciclo de palestra é o primeiro evento que realizaremos no âmbito da campanha, com foco direcionado ao mercado consumidor. Reunimos especialistas renomados, para fazer uma abordagem ampla sobre o tema”, explica a organizadora da live, Carolina Matos, ecóloga e diretora do Centro de Desenvolvimento Tecnológico do Departamento de Desenvolvimento Sustentável da CDRS/CATI.

O tema central ‒ Mel e sua importância como alimento seguro ‒ será abordado ao longo da programação, em três palestras:

O mel como alimento e seus benefícios para a saúde – Mikhael Marques – Médico do Instituto Olíbano – Minas Gerais;

Floradas e características microscópicas do mel– Cyntia Luz – Pesquisadora do Instituto de Botânica/Secretaria de Meio Ambiente e Infraestrutura (Sima) – São Paulo;

Caracterização, falsificação e adulteração de mel e seus riscos – Cristiane Bonaldi Cano – Pesquisadora do Instituto Adolfo Lutz – São Paulo.

Com realização exclusiva em ambiente virtual, obedecendo aos protocolos de segurança sanitária necessários por conta da pandemia, as palestras serão transmitidas, ao vivo, a partir das 16h, pelo canal da Secretaria de Agricultura e Abastecimento: www.youtube.com/agriculturasp

As inscrições são gratuitas e os participantes terão direito a certificado: https://bit.ly/2RFrqjJ

Campanha Mel Seguro

Apesar de ser o 9.º maior produtor de mel do mundo, o consumo per capita do produto pelos brasileiros ainda é muito baixo: cerca de 60g por ano, contra 960g por ano, quantidade consumida por habitante na Alemanha. Para incentivar o consumo do mel de qualidade e esclarecer dúvidas de consumidores e comerciantes, a Secretaria de Agricultura e Abastecimento e a Câmara Setorial de Produtos Apícolas idealizaram a campanha com ações nas redes sociais, podcasts e a realização de ciclos de palestras on-line.

“Considerado um alimento completo, o mel possui alto valor nutricional, como alimento produzido pelas abelhas a partir do néctar das flores ou das secreções procedentes de partes vivas das plantas ou de excreções de insetos sugadores de plantas. Mas, para garantir segurança alimentar a quem consome e confiabilidade de quem comercializa, é preciso que o mel tenha garantia de procedência”, explica Carolina Matos, enfatizando que, a partir da divulgação de informações consistentes no decorrer da campanha, espera-se ampliar o consumo do mel e, com isso, fortalecer a cadeia produtiva, com a geração de empregos e renda.

Sendo assim, a campanha tem como foco ampliar a conscientização e o nível de conhecimento dos consumidores e comerciantes sobre a importância das abelhas, as características do mel e a apresentação correta que o produto deve ter nas gôndolas de lojas e supermercados. “O objetivo também é destacar os canais para a denúncia de produtos falsificados e/ou adulterados; e, ao mesmo tempo, aumentar o número de cadastros de apicultores no Sistema Gestão de Defesa Animal e Vegetal (Gedave), da Coordenadoria de Defesa Agropecuária, e de apiários regularizados”, informa Carolina.

Sobre a produção de São Paulo

Em 2020, a produção paulista de mel chegou a 4.527 toneladas, representando 9,8% da produção nacional. Dados da Secretaria de Agricultura e Abastecimento demonstram que existem mais de 1.600 apicultores no Estado de São Paulo, operando mais de 72 mil colmeias.