Secretaria de Agricultura e Abastecimento

Coordenadoria de Defesa Agropecuária
Facebook Twitter Youtube Flickr
14/12/2021

Defesa Agropecuária e IAGRO fortalecem a interação na fiscalização ao longo da fronteira entre São Paulo e Mato Grosso do Sul

Na noite do último domingo, dia 12 de dezembro de 2021, servidores da IAGRO, a Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal do Mato Grosso do Sul, entraram em contato com a Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA), órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, para relatarem que haviam flagrado um caminhão transportando animais oriundos do Estado de São Paulo adentrando aquele estado sem a documentação zoossanitária necessária: a guia de trânsito animal (GTA) e os atestados de exames e vacinação. Após os procedimentos rotineiros serem realizados pela equipe sulmatogrossense, foi determinado o retorno dos animais à sua origem.

No final da noite de domingo, as equipes técnicas do Grupo de Defesa Sanitária Animal e do Programa Estadual de Vigilância Sanitária Animal (que abrange as ações relativas ao trânsito de animais vivos) entraram em contato com o Diretor Técnico do Escritório de Defesa Agropecuária (EDA) de Presidente Venceslau, engenheiro agrônomo Roberto Mikio Arabori, solicitando apoio. Com o apoio do Diretor e orientação do médico-veterinário André Nogueira Louzada e de toda a equipe do EDA, logo no início da manhã da segunda-feira (13), o técnico de apoio agropecuário da Unidade de Defesa Agropecuária (UDA) do município de Euclides da Cunha Paulista, o senhor Antonio de Souza Jaime, foi até a Agência Fazendária de Anaurilândia, no Mato Grosso do Sul, e com a ajuda da Polícia Militar Ambiental de São Paulo escoltou os animais de volta até a propriedade de origem, no município de Rosana/SP, para proceder à fiscalização.

Ainda durante a fiscalização feita pela IAGRO, o condutor do veículo que transportava os animais foi autuado. Já durante a fiscalização pela Coordenadoria de Defesa Agropecuária do Estado de São Paulo, a propriedade teve o movimento de animais interditado para testagem de mormo e anemia infecciosa equina nos animais presentes. Houve contagem dos 28 animais (27 equinos e um asinino), colheita de sangue de todos eles para realização dos exames e lavratura de dois autos de infração ao proprietário dos animais por movimentar animais sem a documentação zoossanitária pertinente e por deixar de exigir essa documentação ao receber animais. Essas ações são necessárias para um diagnóstico da situação sanitária do rebanho equídeo e para regularização da propriedade junto ao órgão oficial de defesa agropecuária.

Para a CDA, o acionamento pela IAGRO é resultado do fortalecimento da parceira entre os dois estados: “Em maio deste ano, a CDA e a IAGRO realizaram uma grande operação de fiscalização do trânsito de animais e produtos e subprodutos de origem animal e vegetal ao longo da fronteira entre São Paulo e Mato Grosso do Sul. Aquela foi a primeira aproximação entre os dois órgãos de defesa agropecuária e estamos muito satisfeitos em ver que a interação e parceria entre eles continua, pelo bem do agronegócio e da saúde pública do Brasil como um todo. E temos que agradecer ao Senhor Antonio de Souza Jaime, que atendeu prontamente ao pedido do médico-veterinário Luiz Henrique Barrochelo e representou a ação do Estado de São Paulo frente ao pedido dos nossos colegas do estado vizinho.”, disse Erika Ramos Mello, coordenadora substituta.