Secretaria de Agricultura e Abastecimento

Coordenadoria de Defesa Agropecuária
Facebook Twitter Youtube Flickr
20/10/2021

Defesa Agropecuária inicia o II Circuito de Capacitação Sanitária dos Controladores de Javali do Estado de São Paulo

Até 30/11 as capacitações serão realizadas nos municípios de Mogi Mirim, Santa Cruz do Rio Pardo e Araraquara, Santa Rita do Oeste, Lins e Pindorama

Devido à alta demanda por parte dos controladores, foi programado o II Circuito de Capacitação dos controladores de javali (Sus scrofa) do estado de São Paulo, com mais quatro treinamentos a serem realizados durante o mês de outubro. Para o mês de novembro já estão programados a realização de três capacitações.

Esse treinamento é parte do componente cinco, “Sorologia em Suínos Asselvajados”, das ações do Plano Integrado de Vigilância de Doenças de Suínos, que tem como um dos objetivos fortalecer a capacidade de detecção precoce de doenças como a Peste Suína Clássica (PSC), Peste Suína Africana(PSA), Síndrome Respiratória Reprodutiva Suína (PRRS).

O II Circuito de Capacitação Sanitária foi iniciado na segunda-feira, 18/10 no município de Cosmorama, com a presença de 140 controladores e contou com a presença da Polícia Militar Ambiental Estadual e do vereador Leandro Briz. Os próximos eventos programados são:

20/10 – Mogi Mirim

25/10 – Santa Cruz do Rio Pardo

27/10 – Araraquara

23/11 – Santa Rita do Oeste

24/11 – Lins

30/11 – Pindorama

Serão abordados temas como:

- Implicações sanitárias da invasão da espécie e o risco de disseminação de doenças;

- Abordagem da invasão do javali no contexto da “Saúde Única”;

- Zoonoses transmitidas por manipulação e consumo de javalis;

- Doenças de notificação oficial internacional: riscos à pecuária e impactos econômicos;

- Reconhecimento de lesões e como proceder frente a suspeitas de síndromes hemorrágicas (Peste Suína Clássica e Peste Suína Africana) e Síndromes Vesiculares (ex. Febre Aftosa);

- Orientações para colheita e acondicionamento de mostras sangue/soro sanguíneo de javalis post mortem para vigilância oficial e monitoramento sorológico;

- Destinação de resíduos do abate para controle populacional de javalis (carcaças e vísceras).

Durante o I Circuito de Capacitação, que foi realizado de 13 de setembro e até o dia 7 de outubro nos municípios de Avaré, Jaú, Paranapanema, Igaratá, Birigui, Paraíso, Jales, Rio Claro, Tatuí, Cravinhos, Pedregulho, Jundiaí e Piracicaba, foram capacitados mais de 1200 controladores de javali no estado de São Paulo.

O circuito de capacitação é realizado pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento, por sua Coordenadoria de Defesa Agropecuária com e apoio dos grupos de controladores das regiões. Os treinamentos são ministrados pela equipe técnica da Defesa Agropecuária, coordenada pelos médicos veterinários Artur Felício, que responde pelo Programa Estadual de Sanidade dos Suídeos e Maria Carolina Guido, que responde pelo Programa de Comunicação e Educação em Saúde Única.

Importância da Capacitação

A capacitação prevê o treinamento de manejadores treinados em assuntos fundamentais como a vigilância epidemiológica de doenças dos javalis que podem também ser transmitidas aos suínos domésticos, aos cães utilizados no manejo e aos próprios manejadores (zoonoses), a pesquisa, o conhecimento sobre como o javali atua no estado de São Paulo, e sobre a importância da colheita de sangue para análises destes animais.

Dentre outras informações é dada ênfase na regulamentação do transporte de carcaças de javalis e seus híbridos sobre sua importância da não disseminação de doenças e da sua forma adequada de transporte, uso de lacres e utilização da documentação sanitária emitida pelos Escritórios de Defesa Agropecuária do estado de São Paulo.

\"A capacitação é fundamental para o controlador conhecer os riscos sanitários a que ele está exposto ao fazer as atividades de controle, além de como se prevenir e ter a capacidade de percepção para que esses riscos não sejam um problema para a vida dele, para a sociedade ou à economia”, disse Artur Felício. Sobre a Resolução SAA nº 41, Felício disse que “é importante por reconhecer o papel do controlador de javali no sistema de vigilância de doenças. Somente com esse apoio dos manejadores conseguiremos entender quais as principais doenças que existem em circulação no território do estado de São Paulo\".

Para fazer a inscrição e escolher o local de interesse, o controlador deve acessar o endereço https://www.defesa.agricultura.sp.gov.br/www/eventos/inscricoes/?action=formularioInscricoes&id_curso=89

Por Teresa Paranhos