Secretaria de Agricultura e Abastecimento

Coordenadoria de Defesa Agropecuária
Facebook Twitter Youtube Flickr
25/05/2021

O produtor rural tem até o dia 31 de maio para vacinar os bovídeos contra a febre aftosa

O prazo para declarar a vacinação é 7 de junho

Faltando uma semana para o encerramento da campanha de vacinação contra a febre aftosa no estado de São Paulo, menos da metade das propriedades rurais cadastradas no sistema Gestão de Defesa Animal e Vegetal (Gedave), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, vinculado à Coordenadoria de Defesa Agropecuária, comprovou a vacinação de bovídeos (bovinos e bubalinos).

Dados do emitidos pelo Gedave nesta segunda-feira, 24 de maio, mostram que 42,45% das 120.571 propriedades cadastradas com bovídeos informaram ter vacinado os seus animais. Com relação ao número de animais, os dados mostram que 53,60 % do total do rebanho paulista formado por 10.554.742 bovídeos constam como vacinados.

A campanha de vacinação contra febre aftosa termina dia 31 de maio e o produtor tem até o dia 7 de junho para declarar a vacinação, de preferência, por meio eletrônico através do Gedave, em www.gedave.sp.gov.br. Quando não for possível, o produtor poderá acessar a declaração, no endereço https://www.defesa.agricultura.sp.gov.br/www/programas/getdocdoc.php?idform=338, preencher e encaminhá-la por e-mail.

Na hora da declaração lembre-se que devem ser declarados todos os animais de outras espécies existentes na propriedade, tais como equídeos (equinos, asininos e muares), suídeos (suínos, javalis e javaporcos), ovinos, caprinos e aves (granjas de aves domésticas, criatórios de avestruzes).

A orientação da Defesa Agropecuária é o produtor estar atento às datas. Deixar de vacinar sujeita o produtor a multas de 5 Ufesps (145,45 reais) por cabeça não vacinada e deixar de comunicar a vacinação, 3 Ufesps (87,27 reais) por cabeça não declarada. O valor de cada Ufesp - Unidade Fiscal do Estado de São Paulo é 29,09 reais.

Abaixo os dados emitidos pelo Gedave, em 24 de maio de 2021 onde constam o número de propriedades cadastradas com bovídeos em cada regional de Defesa Agropecuária e o percentual de propriedades que informaram a vacinação; e o número de animais cadastrados em cada regional de Defesa Agropecuária com o percentual de animais declarado como vacinados.

EDA de Andradina - 4.886 - 43,266 % - 458.280 - 46,960 %

EDA de Araçatuba - 3.779 - 43,080 % - 358.378 - 55,733 %

EDA de Araraquara - 1.772 - 35,609 % - 126.555 - 56,955 %

EDA de Assis - 2.309 - 43,179 % - 202.521 - 54,184 %

EDA de Avaré - 3.213 - 40,461 % - 217.173 - 52,428 %

EDA de Barretos - 1.826 - 25,027 % - 179.274 - 43,556 %

EDA de Bauru - 2.899 - 39,013 % - 359.855 - 56,655 %

EDA de Botucatu - 3.012 - 36,521 % - 290.570 - 50,883 %

EDA de Bragança Paulista - 3.903 - 37,791 % - 239.358 - 54,667 %

EDA de Campinas - 1.304 - 36,963 % - 109.073 - 56,406 %

EDA de Catanduva - 1.837 - 43,495 % - 124.859 - 67,869 %

EDA de Dracena - 3.936 - 44,944 % - 330.443 - 55,430 %

EDA de Fernandópolis - 2.729 - 43,093 % - 247.451 - 46,590 %

EDA de Franca - 1.954 - 30,194 % - 181.993 - 42,943 %

EDA de General Salgado - 4.398 - 51,614 % - 485.648 - 58,521 %

EDA de Guaratinguetá - 4.534 - 49,801 % - 366.719 - 57,331 %

EDA de Itapetininga - 5.334 - 46,475 % - 297.604 - 58,084 %

EDA de Itapeva - 3.535 - 46,167 % - 195.184 - 52,227 %

EDA de Jaboticabal - 1.561 - 39,910 % - 87.588 - 54,974 %

EDA de Jales - 4.879 - 52,675 % - 372.752 - 60,332 %

EDA de Jaú - 1.934 - 46,122 % - 132.234 - 53,882 %

EDA de Limeira - 1.837 - 38,269 % - 122.895 - 53,180 %

EDA de Lins - 2.472 - 41,748 % - 361.027 - 53,237 %

EDA de Marília - 2.262 - 46,640 % - 380.525 - 57,109 %

EDA de Mogi das Cruzes - 1.030 - 24,466 % - 25.706 - 32,798 %

EDA de Mogi-Mirim - 1.347 - 31,552 % - 92.039 - 56,372 %

EDA de Orlândia – 933 - 28,189 % - 85.955 - 43,422 %

EDA de Ourinhos - 3.078 - 43,112 % - 247.188 - 54,180 %

EDA de Pindamonhangaba - 5.275 - 42,104 % - 375.478 - 52,332 %

EDA de Piracicaba - 2.108 - 33,824 % - 171.734 - 45,780 %

EDA de Presidente Prudente - 6.288 - 40,522 % - 747.425 - 47,945 %

EDA de Presidente Venceslau - 7.065 - 46,837 % - 819.300 - 56,912 %

EDA de Registro 1.737 - 29,534 % - 109.705 - 36,403 %

EDA de Ribeirão Preto - 1.635 - 26,911 % - 116.072 - 42,810 %

EDA de São João da Boa Vista - 3.503 - 47,559 % - 334.006 - 58,068 %

EDA de São José do Rio Preto - 5.057 - 46,984 % - 436.769 - 57,277 %

EDA de São Paulo – 269 - 24,907 % - 5.961 - 27,244 % -

EDA de Sorocaba - 3.326 - 31,118 % - 155.082 - 46,677 %

EDA de Tupã - 2.903 - 43,576 % - 323.820 - 49,657 %

EDA de Votuporanga - 2.912 - 55,185 % - 280.543 - 62,483 %

TOTAL - 120.571 - 42,456 % - 10.554.742 - 53,604 %

Por Teresa Paranhos