Secretaria de Agricultura e Abastecimento

Coordenadoria de Defesa Agropecuária
Facebook Twitter Youtube Flickr
05/12/2012

Aftosa: O criador tem até sexta-feira (07/12) para comunicar a vacinação.

05-12-2012 - O criador paulista tem até esta sexta-feira (07/12) para comprovar a vacinação de bovinos e bubalinos de qualquer idade no rebanho contra a febre aftosa nas Unidades de Defesa Agropecuária. O prazo para vacinar os animais terminou no último dia 30 de novembro.

Além dos animais que foram vacinados, o criador precisa informar todos os animais de outras espécies existentes na propriedade, como equídeos (equinos, asininos e muares), suídeos (suínos, javalis e javaporco), ovinos, caprinos, granjas de aves domésticas e criatórios de avestruzes.

Deixar de vacinar os bovinos e bubalinos é risco para o rebanho e para o Estado e prejuízo para o produtor. Aquele que deixou de vacinar dentro do prazo será penalizado com auto de infração de 5 Ufesps (Unidade Fiscal do Estado de São Paulo), ou R$ 92,20 por cabeça. Já quem não comunicar a vacinação até o dia 07/12, recebe auto de infração de 3 Ufesps por cabeça (R$ 55,32). O valor de cada Ufesp é R$18,44.

São Paulo não registra focos da febre aftosa há 16 anos e é reconhecido como área livre de febre aftosa com vacinação pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e pela Organização Mundial de Epizootias - OIE.

A campanha é uma iniciativa da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo e é executada pela Coordenadoria de Defesa Agropecuária, instituição vinculada à SAA, através dos 40 escritórios regionais (EDAs).

INFORMAÇÕES:

Assessoria de Imprensa da Defesa Agropecuária (19) 3045-3350 - Teresa Paranhos