Secretaria de Agricultura e Abastecimento

Coordenadoria de Defesa Agropecuária
Facebook Twitter Youtube Flickr
07/12/2021

Apresentação do Plano de Contingência para Gestão Integrada de Riscos Associados a Florações de Microalgas Tóxicas em Águas do Litoral Paulista

A floração ou \"maré vermelha\" é o crescimento excessivo de algas na superfície da água do mar, já observada no litoral de São Paulo

Um evento on line, aberto ao público, será realizado no dia 13 de dezembro de 2021, às 10 horas para a “Apresentação do Plano de Contingência para Gestão Integrada de Riscos Associados a Florações de Microalgas Tóxicas em Águas do Litoral Paulista”. O acesso será pelo link https://www.youtube.com/channel/UC04bxzJ3IyLH-G_h0olHvHw

A floração é um crescimento excessivo de algas, podendo-se observar alterações na coloração da água: manchas de cor vermelha, marrom ou azul-esverdeada, como a \"maré vermelha\" observada no litoral de São Paulo no ano de 2016. Algumas espécies de algas envolvidas produzem biotoxinas que no processo de filtração, são incorporadas pelos moluscos bivalves (ostras, berbigões, mexilhões e vieiras).

Se estas toxinas forem ingeridas pelo homem através do consumo de moluscos contaminados, podem levar a sérias complicações à saúde do consumidor, como intoxicações paralisantes, diarreicas, amnésicas e neurológicas, cujos sintomas podem surgir entre 30 minutos e 12 horas após ingestão e incluem, desde leve formigamento ou gastroenterites, até parada respiratória, amnésia, convulsões, podendo levar à morte.

Trata-se, portanto, de uma situação em que são necessários esforços conjuntos entre a Secretaria de Agricultura e Abastecimento, por sua Coordenadoria de Defesa Agropecuária, responsável pelo cadastramento de produtores de moluscos bivalves, pelo controle de sua sanidade e movimentação e controle higiênico sanitário de estabelecimentos de beneficiamento; pela Secretaria de Infra Estrutura e Meio Ambiente, por meio da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB), responsável pelo monitoramento da ocorrência destas florações; e a Secretaria de Estado da Saúde, por sua Coordenadoria de Controle de Doenças (CCD), Centro de Vigilância Sanitária (CVS) e Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE), responsável pela vigilância sanitária e controle epidemiológico de ocorrências relacionadas à saúde humana.

Estas três secretarias reuniram esforços para criação de um grupo de trabalho que, com a participação da Defesa Agropecuária, organizou o Workshop \"Apresentação do Plano de Contingência para Gestão Integrada de Riscos Associados a Florações de Microalgas Tóxicas em Águas do Litoral Paulista”, e onde serão apresentadas as diretrizes para a abordagem do tema.

A Defesa Agropecuária será representada pela integrante do Centro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (CIPOA) e do Grupo Técnico de Trabalho de Animais Aquáticos, a médica-veterinária Mônica Fagundes de Carvalho Gunnewiek.

SERVIÇO:

Evento on line: \"Apresentação do Plano de Contingência para Gestão Integrada de Riscos Associados a Florações de Microalgas Tóxicas em Águas do Litoral Paulista”.

Dia: 13 de dezembro de 2021

Horário: 10 horas

Link: https://www.youtube.com/channel/UC04bxzJ3IyLH-G_h0olHvHw

Por Teresa Paranhos