Secretaria de Agricultura e Abastecimento

Coordenadoria de Defesa Agropecuária
Facebook Twitter Youtube Flickr
20/09/2021

EDA Marília recebe alunos do curso de mestrado profissional em Saúde Animal, Produção e Ambiente, da UNIMAR

Na última sexta-feira, 17 de setembro, o Escritório de Defesa Agropecuária de Marilia recebeu em suas dependências, 19 alunos do curso de mestrado profissional em Saúde Animal, Produção e Ambiente, da Universidade de Marília (Unimar), para conhecer as atividades desenvolvidas da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, executadas por sua Coordenadoria de Defesa Agropecuária.

Os professores Dr. Fábio Fernando Ribeiro Manhoso e Dra. Camila Dias Porto e os alunos foram recepcionados pelo corpo técnico e administrativo do EDA e a palestra foi proferida pelo médico veterinário Ricardo Scioli Dal Colletto, diretor técnico do EDA, que apresentou os trabalhos realizados para desenvolvimento e manutenção dos programas de Sanidade Animal realizados pelo EDA, apresentou dados regionais e realizou a demonstração de equipamentos de trabalho pertinentes às atividades.

“Pelo interesse dos alunos foi dada ênfase nas ações dos programas sanitários para erradicação da febre aftosa, controle da raiva dos herbívoros e de controle e erradicação da brucelose e da tuberculose. Também mereceram destaque os programas de sanidade apícola, sanidade de suínos, encefalopatia espongiforme bovina e sanidade dos ovinos”, disse Colletto.

O diretor disse ainda que os temas que entraram em discussão, devido ao interesse dos alunos, foram a problemática da retirada da vacinação contra a febre aftosa, as vantagens e os riscos envolvidos e a importância das ações de defesa sanitária nesse controle, a nova legislação do programa de controle e erradicação da brucelose e tuberculose a ser implementada em 2022 com exigências de exames de brucelose e tuberculose a produtores de leite e leilão de gado geral, notificação de doenças obrigatórias, demonstração da funcionalidade do sistema SISBRAVET, atendimento pela Defesa Agropecuária e, no caso envolvendo a raiva de herbívoros, a complexidade frequente para localizar os abrigos dos morcegos hematófago da espécie Desmodus rotundus, principal transmissor da raiva.

Por Teresa Paranhos