Facebook Twitter Youtube Flickr
12/02/2024

Capacitação - 63º edição do Curso de Habilitação de Responsáveis Técnicos para Emissão de CFO/CFOC está com inscrições abertas

Atualizado em 12/02/2024 às 11h27

Entre os dias 25 e 28 de março, acontece na sede da Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento (SAA) em Campinas, a 63º edição do curso de habilitação de responsáveis técnicos (RT’s) para emissão do Certificado Fitossanitário de Origem e do Certificado Fitossanitário de Origem Consolidado (CFO/CFOC). A atividade, realizada pelo Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA) em conjunto com a CDA e com o Instituto Biológico (IB), está recebendo inscrições dos(as) engenheiros(as) agrônomos(as) interessados(as) no endereço eletrônico https://hub.fundepag.br/evento/lxiii-curso-de-habilitacao-de-responsaveis-tecnicos-para-emissao-de-cfo-cfoc

Entre os requisitos para participação no curso, o(a) profissional interessado(a) deve possuir registro ou visto junto ao Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (CREA) de São Paulo e fazer o cadastro no sistema GEDAVE pelo link https://gedave.defesaagropecuaria.sp.gov.br/.

Na programação, diversas palestras que tratam desde as orientações gerais sobre as normas de certificação até orientações especificas sobre pragas quarentenárias presentes (PQP’s) e pragas de interesse de países importadores, em especial, da cultura do citros.

“O curso possibilita ao profissional da iniciativa privada a possibilidade de atuar dentro de um programa oficial de certificação, sendo supervisionado pelo Órgão Estadual de Defesa Sanitária Vegetal e assim, viabilizando o cumprimento de requisitos para exportação além de medidas previstas em programas oficiais de controle das pragas quarentenárias presentes, abrindo a possibilidade de mercado de vegetais in natura que possuem restrições de trânsito em território nacional e internacional”, diz Cristina Abi Rached Iost, engenheira agrônoma e gerente do Programa Estadual de Certificação Fitossanitária e de Exportação de Produtos Vegetais..

“O CFO é um dos métodos mais importantes de preservação do patrimônio financeiro e alimentar e se baseia nos cumprimentos de normas que resultam na viabilização da comercialização de vegetais ou parte de vegetais, evitando a disseminação e introdução de pragas”, acrescenta Alexandre Paloschi, engenheiro agrônomo e diretor do Departamento de Defesa Sanitária e Inspeção Vegetal (DDSIV).

A CDA, durante o curso, aborda as normas de certificação fitossanitária de origem e de origem consolidada, trânsito de plantas ou de produtos vegetais, legislações de SMR Sigatoka Negra, Cancro Cítrico, Pinta Preta e de HLB. A programação completa pode ser acessada em eventos.fundepag.br/EventoTopico.php?id_evento=2024.

Por Felipe Nunes

x